Conhece-te a ti mesmo com Hipnose


Por Robson Cunha

Há muitos eventos em nossa vida que acontecem e não são percebidos de maneira consciente. Fazemos muita coisa das quais desconhecemos os motivos. Nos flagramos, por vezes, contrariando a nossa própria vontade num sentimento de que querer, em algumas situações, parece não bastar.

Conhecer os muitos mundos dentro dos nossos comportamentos visíveis nos leva a reconhecer os nossos complexos, ouvir as vozes interiores que insistem em se fazer ouvidas e deixam-se revelar as diversas pessoas que somos.

“Conhece-te a ti mesmo” é uma proposta milenar e um convite a mergulharmos em nossas mais profundas águas, além de onde elas se mostrem mais escuras e pareçam assustadoras e intransponíveis, pois, de lá, as emoções, traumas, dores querem sair.

Ao colocar para fora as pessoas, vozes e imagens vividas naquela escuridão acontece uma participação emocional estimulando, ao mesmo tempo a compreensão e aceitação necessárias a atribuição de um novo, bom e positivo significado àquele conteúdo sombrio que modela a nossa maneira de ser e agir.

Uma vez ressignificado o evento, acontece a transformação do comportamento permitindo-nos obter novos e melhores resultados, fazendo fluir o tão desejado estado de bem estar desta vez mais frequente, menos instável, com poucas e escassas oscilações, ainda que hajam muitos “a pesar de” inerentes a nossa vida que são partes do processo evolutivo. Isto acontece em razão da dissolução da causa primária falsamente esquecida, camuflada e distanciada do consciente, enterrada na parte oculta do iceberg de Freud.

A cura é, antes de mais nada, do nosso sentido ficcional que dá um sentido também ficcional às nossas feridas emocionais. A imaginação trata e reestabelece o equilíbrio psíquico no entanto pode também ser ela mesma a origem das nossas dores. Obter-se os melhores efeitos da imaginação, requer a eliminação completa da vontade evitando-se assim a luta entre estas duas forças ainda que a vontade saia por vencida.

O ego julgador, crítico, racional, cartesiano tem um porteiro que, à entrada do inconsciente, nada deixa passar e adentrar ali. Acordado, porém em estado, naturalmente, alterado de consciência acontece, facilitadamente, o acesso ao inconsciente utilizando-se das funções do Sistema Límbico para se proporcionar novas e boas emoções e sensações.

Como verdadeiros atores que somos no palco da vida, adotamos, mesmo sem conscientemente saber as razões, vários personagens, quais possam ser: juiz, bobo da corte, salvador da pátria, herói, provedor, segurança, dentre tantos outros. Estes vários estados do Ego produzem os seus respectivos comportamentos que geram resultados, por vezes, desagradáveis e desconfortáveis.

Cada um daqueles estados se incorporaram em nosso ser a partir de um contexto, em um determinado momento das nossas vidas e por razões “que a própria razão desconhece.” Técnicas específicas da Hipnose, enquanto ferramenta coadjuvante no processo terapêutico, facilitam o acesso aos momentos, contextos e razões pelas quais aquele personagem ali se nos instalou. A partir daí, por sugestão metafórica habilmente transformada em autossugestão, aquela questão é ressignificada, se dissolve e libera o sujeito das amarras causadas.

Sabe-se que “o que acontece na criança, não fica somente na infância.” A regressão pode auxiliar muito no encontro da causa primária de transtornos, fobias e comportamentos que limitam e causam desconfortos muitas das vezes impedindo o acesso a uma qualidade de vida tão necessária, possível e merecida.

Eventos recorrentes que se manifestam na vida de muitos indivíduos decorrem de influências de varias origens e em muitos momentos que se cristalizam e se transformam em crenças limitantes. Tais crenças bloqueadoras do acesso ao que tanto se deseja encontra suas razões e causas com a ajuda do processo terapêutico auxiliado pela Hipnose. Uma vez acessadas e ressignificadas o sujeito vê transformado o seu comportamento e se beneficia dos desejados resultados em sua vida.

A hipnose feita sob medida é personalizada e única para o indivíduo que se nos apresenta. Aproveitamos e trazemos ao processo os conteúdos da sua história, da sua biografia, os seus valores e princípios que são só seus, favorecendo assim a transformação da sugestão terapêutica em autossugestão já que assim a mente, esse instrumento maravilhoso aceita a proposta e faz uso como solução a ressignificação ou a moral subliminar da metáfora trazida.

A ciência, pelas vias da Física Quântica, nos trás a moeda não mais com apenas duas faces. O universo de possibilidades se estende ao infinito e, em sendo assim, podemos escolher a possibilidade que desejarmos. O que desejamos vai acontecer e começa quando eu for vê-lo, pois quando vejo eu determino a possibilidade que quero. Basta-nos imaginar. Isso é o que precisamos fazer: imaginar. Através da Hipnose, acordados, lúcidos, atentos porém em um estado de consciência alterado, com o nosso foco direcionado ao interno, conseguimos imaginar sem a influência da vontade racionalizada, contaminada pelos limitadores da ortodoxia, da crendice popular, dos postulados infundados aos quais somos submetidos ao longo da nossa vida, construindo uma nova realidade psíquica saudável, ecológica, plenamente possível, factível e transformadora.

Temos uma rede neural gigantesca que nenhum computador é capaz de reproduzir. A mente precisa ser descondicionada e condicionada de novo tendo a Hipnose sob medida como o canal facilitador da tão desejada transformação.

#hipnose #autoconhecimento

Futuros Posts
Posts Recentes
Arquivos
Pesquise
Nenhum tag.
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

Instituto Quatro Estações

Rua Recife, 115 - Jardim Brasil - 40140-330 Salvador - Ba

71 3247-6711 / 9709-9542

contato@robsoncunha.com.br

Copyright © 2015 · All Rights Reserved · Robson Cunha